terça-feira, 5 de agosto de 2008

Eles perderam seu anjo da guarda


Ane, uma mulher que abrigava e cuidava de exatos 137 gatos em sua chácara, nos arredores de Curitiba, morreu na semana passada. Sofria de câncer. A família agora quer vender a chácara e exige que os bichanos sejam tirados de lá. Resumindo, eles ficaram órfãos e sem lar, já que os poucos abrigos da cidade que acolhem bichos abandonados ou vítimas de maus tratos estão todos lotados. A solução emergencial é encontrar pessoas que queiram adotar gatos, ou mesmo que se disponham a abrigar temporariamente parte deles. Doação de ração e de vermífugo também será muito bem-vinda. A maioria dos gatos está devidamente castrada, todos são carinhosos e muitos são belíssimos. Se você quer e pode ajudar, entre em contato com a Maeve: (41) 9686-0407.

5 comentários:

deborah disse...

mundo me assusta!!!!!!!!urbanismo...sem responsabilidade!!!!como vamos ajudarrrrrrrr.......temos q ajudarrrrrrrrrrr!!!!

o ser humano merecia pragas echagas se não ajudassem animaissssss........

essa mulher era maravilhosaaaaaaaa!!!!!!!

DEUS somos nós q podemos fazeralgooooooo!!!!!!!!

prefeiturassssss.eka....politicos nojentosssssss!!!!!!!

claudia disse...

no momento não posso adotar nenhum mas amo gatos e vou divulgar e repassar pra toda a minha lista!

nina disse...

olá marcelo, como atriz já fiz um espetáculo gratuito para alumas ongs e instituições que cuidam de animais de rua... estou encaminhando o e-mail a quem possa interessar.
adorei seu espaço virtual, sou produtora cultural tbém e gostaria de estreitar relações contigo, vc poderia me responder o e-mail para que eu saiba o seu??
obrigada Nina Ribas

nina disse...

olá marcelo, como atriz já fiz um espetáculo gratuito para alumas ongs e instituições que cuidam de animais de rua... estou encaminhando o e-mail a quem possa interessar.
adorei seu espaço virtual, sou produtora cultural tbém e gostaria de estreitar relações contigo, vc poderia me responder o e-mail para que eu saiba o seu??
obrigada Nina Ribas

Marcelo Amorim disse...

Nina, eu não consigo escrever diretamente pra vc pelo email, pois quando clico no "responder", o que aparece pra mim é o gerenciador do blog. Fique à vontade para me escrever: marceloredator@uol.com.br
E já agradeço sua visita e suas palavras.